Conecte-se conosco

Ações

PetroRecôncavo e 3R Petroleum vão fazer negócios juntas

Filipe Andrade

Publicado

em

As empresas PetroRecôncavo (RECV3) e a 3R Petroleum (RRRP3) anunciaram que assinaram um memorando de entendimentos para fazer negócios em conjunto. Além disso, este memorando é para análise de oportunidades de compartilhamento de instalações e recursos.

Nesse sentido, todos os compartilhamentos estão relacionados aos seus ativos de produção de petróleo e gás natural. Do mesmo modo, o compartilhamento de negócios se dará nas unidades localizadas nas Bacias Potiguar e do Recôncavo.

Entretanto, o memorando demonstra a intenção das partes de coordenarem esforços e iniciativas, com o objetivo de ampliar a eficiência operacional, logística e comercial.

Ainda mais, as companhias destacam os benefícios resultantes dessas análises em relação a alocação de investimentos e a busca por soluções integradas para os ativos.

O anúncio foi feito no dia 07 de junho de 2022 pelo Diretor Financeiro e de Relações com Investidores, Rodrigo Pizarro.

PetroRecôncavo e 3R Petroleum divulgam informações importantes

PetroRecôncavo (RECV3) divulgou os dados de produção referentes a março de 2022 com aumento de 42,6% em comparação ao mesmo período do ano passado. Além disso, a produção média diária de 19.455 barris de óleo equivalente no 1T22.

Entretanto, em relação a fevereiro, a produção diária alcançou cerca de 19.792 de barris de óleo equivalente (boe). Esse produção é um aumento de 0,3% em comparação a fevereiro de 2022.

Já a 3R Petroleum (RRRP3) anunciou em fato relevante que sua nova aquisição, o Polo Potiguar, foi certificado 3P – reservas Provadas, Prováveis e Possíveis. O Polo Potiguar custou U$ 1,38 bilhão, mas se estima seu VPL (Valor Patrimonial Líquido) em U$ 3,2 Bi. Enquanto isso, o Polo produziu, em 2021, 20,6 mil barris de petróleo por dia e 58 mil m³ de gás natural.

Ambos os ativos encontraram-se em escassez durante o período da Guerra na Ucrânia. A Petrobras (PETR3) vendeu a bacia para a 3R em janeiro deste ano. Ela se localiza no Rio Grande do Norte, e passará a compor quase 50% do total de barris produzidos pela companhia, mais do que dobrando sua capacidade de barris.

Continue lendo