Conecte-se conosco

Nacional

Times que mais devem no Brasil: Atlético-MG e Cruzeiro

Publicado

em

Entre os times que mais devem no Brasil o Atlético-MG e o Cruzeiro encabeçam a lista atualmente. Além disso, estima-se que o a dívida líquida total dos clubes em 2021 gire em torno de R$ 10,14 bilhões, segundo a consultoria EY.

Nesse sentido, o pico histórico de dívidas líquidas foi alcançado em 2020 com um total de R$ 11,06 bilhões. Entretanto, do pico até o final de 2021 a dívida recuou 8% com, principalmente, a presença de torcedores nos estádios.

Times que mais devem no Brasil

O ranking dos times mais endividados é encabeçado por Atlético-MG (R$ 1,3 bilhão), o Cruzeiro (R$ 1 bilhão) e o Corinthians (R$ 928 milhões). Ainda mais, o Flamengo conseguiu reduzir sua dívida em 48% e terminou 2021, devendo um total de R$ 354 milhões.

Nesse sentido, outro grandes clubes do futebol brasileiro conseguiram reduzir suas dívidas como Santos e o Palmeiras.

Os top 10 da lista são Botafogo R$ 863 milhões, Vasco R$ 710 milhões, Fluminense R$ 664 milhões, São Paulo R$ 642 milhões, Internacional R$ 631 milhões, Santos: R$ 509 milhões, Palmeiras R$ 434 milhões

E finalizando a lista dos 12 grandes do futebol brasileiro, estão Grêmio R$ 402 milhões e Flamengo R$ 323 milhões.

O América-MG aparece na posição 20ª com um dívida total de R$ 91 milhões.

Dívida da Arena MRV

O estádio do Atlético Mineiro anunciou a emissão de uma CRI (Certificados de Recebíveis Imobiliários) que são promessas de pagamentos em dinheiro e são lastreados em créditos imobiliários como antecipação de recebíveis para a obra da Arena MRV.

Além disso, o valor total da captação gira em torno de R$ 200 milhões. Ainda mais, o investimento tem taxa de CDI + 4% ao ano.

Mecenas do Atlético tem fortuna bilionária reduzida

Com o lançamento da sua edição anual de bilionários, a revista Forbes elencou alguns velhos e novos nomes à lista. Dentre os nomes na lista, o bilionário de Minas Gerais, Rubens Menin Teixeira, que é diretor da MRV Engenharia (MRVE3), se destacou com uma queda brusca de U$ 1 bi, quase saindo do ranking esse ano.

Além dessas, o bilionário também é conhecido como mecenas do Clube Atlético Mineiro. Entre suas muitas benfeitorias ao time, a cessão do terreno onde está sendo construído o estádio do Galo, a Arena MRV.

Continue lendo