Conecte-se conosco

Nacional

Renegocia! Veja como negociar dívidas no programa do governo e até conseguir descontos

Filipe Andrade

Publicado

em

Renegocia! Veja como negociar dívidas no programa do governo e até conseguir descontos

Nesta segunda-feira (24), tem início o Renegocia!, um mutirão promovido pela Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) para facilitar a negociação de dívidas, que se estenderá até 11 de agosto.

O foco principal do programa é atender a população superendividada, ou seja, aquela cujas dívidas ultrapassam sua capacidade de pagamento. No entanto, qualquer brasileiro tem a possibilidade de participar do Renegocia!.

É possível conquistar sua liberdade financeira em até 5 anos? Baixe nosso e-book gratuito e veja o que você precisa fazer para ter um orçamento controlado e começar a investirClique aqui e comece a transformar sua vida financeira hoje mesmo!

Guia Completo de Orçamento Financeiro Pessoal

Durante o período do programa, será viável renegociar débitos com instituições financeiras, empresas de telefonia, água, energia elétrica, entre outros. Entretanto, é importante mencionar que o Renegocia! não abrangerá as dívidas relacionadas a pensão alimentícia, crédito rural e financiamento imobiliário.

Como aderir ao programa Renegocia

Para aqueles que se enquadram nos critérios e desejam participar, é recomendado procurar os órgãos de defesa do consumidor, tais como Procons, Ministério Público e Defensoria Pública mais próximos. Adicionalmente, é possível aderir ao programa por meio do portal www.consumidor.gov.br.

Segundo o Ministério da Justiça e Segurança Pública, ao aderir ao Renegocia!, os participantes terão a oportunidade de obter condições de pagamento mais favoráveis e, eventualmente, conseguir descontos em suas dívidas.

Para dar início às negociações, é necessário apresentar um documento de identificação pessoal e o contrato da dívida. Além disso, faturas e comprovantes de pagamentos também podem ser úteis no processo.

Em São Paulo, o Procon montou um posto de atendimento presencial na sede da Barra Funda para facilitar o atendimento dos interessados. Para isso, é possível agendar um horário prévio através do site do órgão.

Diferença para o programa Desenrola

Por outro lado, na semana passada, o governo lançou o Desenrola, um programa voltado também para a renegociação de dívidas. Diferentemente do Renegocia!, o Desenrola limita a negociação a dívidas de até R$ 5 mil, com a condição de que a renda do consumidor não ultrapasse R$ 20 mil. Além disso, somente dívidas bancárias são permitidas, sendo que as instituições financeiras entrarão em contato diretamente com o consumidor.

No Renegocia!, por sua vez, tanto dívidas bancárias quanto não bancárias são elegíveis para negociação, sem restrição de valor da dívida ou renda pessoal. Além disso, o processo contará com o acompanhamento dos órgãos de defesa do consumidor.

Continue lendo