Conecte-se conosco

Nacional

Ricardo Eletro muda de nome e reabre lojas

Filipe Andrade

Publicado

em

Ricardo Eletro muda de nome e reabre lojas

A Ricardo Eletro, que por muitos anos atuou apenas como e-commerce, está expandindo seus negócios com a abertura de novas lojas físicas. O grupo Máquina de Vendas, proprietário da varejista, planeja inaugurar mais de 50 novas unidades até 2024. Contudo, o novo nome da loja é “Nossa Eletro“.

Entretanto, a empresa enfrentou graves problemas financeiros com a Justiça, o que a levou a fechar quase todas as suas lojas. O antigo proprietário, Ricardo Nunes, foi acusado de sonegar R$ 400 milhões. Com isso, vendeu sua participação no grupo em 2019 para o fundo privado Starboard.

Não perca a oportunidade de aprender a investir seu dinheiro de forma inteligente no Curso Como Investir: Do Iniciante ao Avançado, que será realizado no sábado, dia 15/04/2023, das 09h às 12h. Esse curso completo é a solução ideal para quem quer maximizar seus investimentos, desde os conceitos básicos até as estratégias avançadas.

E o melhor de tudo? Estamos oferecendo uma promoção especial por tempo limitado! O curso está disponível por apenas R$29,90 e, se você usar o código MERCADO na inscrição, receberá um desconto adicional de R$10. Não perca mais tempo se perguntando como investir seu dinheiro de forma eficaz. Inscreva-se agora no Curso Como Investir: Do Iniciante ao Avançado e comece a investir com confiança. Garanta o seu lugar enquanto a promoção ainda está disponível!

Ricardo Eletro pediu recuperação judicial

A Ricardo Eletro entrou com pedido de recuperação judicial em 2020 e, apesar de ter revertido dois pedidos de falência na Justiça, ainda enfrenta dificuldades financeiras. O CEO da varejista, Pedro Bianchi, afirma que a abertura de novos pontos é essencial para o equilíbrio da empresa e que o dinheiro para esse investimento veio do desbloqueio de recursos penhorados pela Justiça.

Para isso, a empresa está abrindo 3 estabelecimentos por mês até o fim do ano. Ela tem o objetivo de fechar 2023 com 25 unidades e completar 50 no ano que vem. Porém, as novas lojas estão sendo inauguradas com uma nova marca: “Nossa Eletro”. Segundo Bianchi, isso traz um maior sentido de coletividade para a Ricardo Eletro e afasta a imagem da empresa do nome do antigo proprietário.

Apesar da mudança de nome nas lojas físicas, o e-commerce continuará com o nome tradicional da Ricardo Eletro, pois os clientes online buscam segurança nas suas compras digitais e um nome conhecido facilita nesse processo, de acordo com o CEO da varejista.

Integrar as lojas físicas com o site de vendas da Ricardo Eletro será um dos maiores desafios da empresa, pois exigirá uma logística eficiente. Contudo, a abertura de novas lojas físicas pode ser um sinal de que a varejista está se recuperando e pode voltar a ser uma das maiores do Brasil.

Varejista teve falência decretada por duas vez

A empresa controladora da varejista Ricardo Eletro, Máquina de Vendas, teve sua falência decretada pela segunda vez em 26 dias pela justiça. Além disso, a companhia conseguiu reverter a primeira decisão judicial, no começo de junho.

Nesse sentido, a Máquinas de Vendas estava em recuperação judicial e já tinha adotado um acordo de pagamento com os credores. Do mesmo modo, o Tribunal de Justiça de São Paulo atendeu o recurso apresentado pelos credores debenturistas.

Ainda mais, o agente fiduciário Oliveira Trust, é que defende os direitos dos bancos Santander (SANB11)Bradesco (BBDC4) e Itaú (ITUB4) no processo.

Continue lendo