Conecte-se conosco

Ações

Santander aprova pagamento de R$ 1,7 bilhão em JCP

Filipe Andrade

Publicado

em

Santander aprova pagamento de R$ 1,7 bilhão em JCP

O banco Santander (SANB11), divulgou fato relevante sobre a aprovação do pagamento de JCP no valor total de R$ 1,7 bilhão. Além disso, a reunião da diretoria realizada em 19 de janeiro de 2022 aprovou a deliberação referentes aos resultados do exercício social de 2022.

Bem como, o valor unitário por tipo e classe de ação será de R$ 0,21791867651 por ação ordinária (ON), R$ 0,23971054416 por preferencial (PN) e R$ 0,45762922067 por Unit. Ainda mais, o anúncio foi feito pelo Diretor de Relações com Investidores, Angel Santodomingo.

Entretanto, haverá retenção de 15% de imposto de renda na fonte.

Os Juros Sobre Capital Próprio (JCP) é uma das formas de uma empresa distribuir o lucro entre os seus acionistas, titulares ou sócios.

Santander informa prazo para pagamentos

Segundo o Santander, a data COM para ter direito aos proventos será em 26 de janeiro. Entretanto, aqueles que compraram no dia 27 de janeiro estarão negociando as ações na data EX.

Ainda mais, o banco informou que o pagamento será realizado a partir do dia 6 de março de 2023. O valor é bruto e não isento de imposto de renda, conforme a legislação vigente.

Além do Santander, as empresas WLM Scania (WLMM4)B3 (B3SA3)Lojas Renner (LREN3)Rede D’or (RDOR3) e BTG Pactual (BPAC11) também vão distribuir proventos aos acionistas.

Banco lucra R$ 3,122 bilhões de lucro no 3T22

O Banco Santander Brasil (SANB11) divulgou seus resultados operacionais com lucro líquido gerencial de R$ 3,122 bilhões no 3T22. Além disso, o valor é 23,5% menor do que o informado no segundo trimestre de 2022, segundo informado pela instituição financeira.

Com isso, o número ficou 17% do consenso do mercado, que esperava lucro líquido reportado de R$ 3,76 bilhões. Nesse sentido, a baixa foi de 28% na comparação com o mesmo período de 2021, quando o lucro gerencial totalizou R$ 4,34 bilhões.

Contudo, o lucro líquido foi de R$ 11,2 bilhões nos primeiros meses de 2022 (9M22) com baixa de 10,1% em relação ao mesmo período de 2021. Ainda mais, o retorno gerencial sobre o patrimônio líquido (ROE) foi de 15,6% no 3T22 e 19,0% no 9M22.

Continue lendo