Conecte-se conosco

Comunicados ao mercado

CSN (CSNA3) tem R$ 238 mi de lucro no 3T22

Filipe Andrade

Publicado

em

CSN (CSNA3) tem R$ 238 mi de lucro no 3T22

A Companhia Siderúrgica Nacional CSN (CSNA3) divulgou seus resultados operacionais do 3T22 com lucro líquido de R$ 238 milhões. Além disso, esse valor é 35,5% na comparação com igual intervalo do ano passado. Os resultados foram divulgados no dia 31 de outubro de 2022.

Segundo a companhia, a queda se deu em função do menor desempenho operacional verificado no período em razão da queda nos preços internacionais. Com isso, acabou por compensar as menores despesas financeiras apresentadas no período.

Ainda mais, o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda ajustado) alcançou mais de R$ 2,7 bilhões. Isso significa uma baixa de 37 pontos percentuais na comparação com o mesmo período de 2021 e de 17% na comparação com o segundo trimestre deste ano.

Adicionalmente, a margem foi de 23,9%, o que representa uma queda de 5,7% em relação ao trimestre imediatamente anterior. A receita líquida ficou em R$ 10,897 bilhões, crescimento de 6% em um ano e de 3% em relação ao 2T22.

Contudo, esse resultado é reflexo da maior atividade comercial e aumento no volume de vendas dos principais segmentos da empresa. Entretanto, foi parcialmente compensado pelos menores preços registrados para minério de ferro e produtos siderúrgicos.

Quer começar a investir ou melhorar sua carteira de investimentos? Participe do curso “Aprenda a Investir: Do iniciante ao avançado”, ministrado pelo especialista em investimentos Filipe Andrade, que será realizado no sábado dia 26 de novembro de 2022 de 09h às 12h.

CSN compra Lafarge Holcim

A CSN (CSNA3) divulgou fato relevante sobre a aprovação do CADE, no dia 28 de agosto, da compra da Lafarge Holcim (Brasil) S.A. Além disso, a aquisição se dará pela sua controlada CSN Cimentos.

Ainda mais, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica julgou, nesta quarta-feira (17/08), e diante dos critérios analisados, a autarquia concluiu que a operação não gera preocupações concorrenciais.

O processo de aquisição da Lafarge pela CSN Cimentos teve início em 10 de setembro de 2021. Do mesmo modo, a empresa manterá seus acionistas e mercado em geral devidamente informados sobre o fechamento da Operação.

Segundo a empresa, a referida aquisição adicionará uma capacidade produtiva de 10,3 milhões de toneladas por ano à da CSN Cimentos. Nesse sentido, isso se dará por meio de plantas de cimentos, bem como substanciais reservas de calcário de alta qualidade e unidades de concreto e agregados.

Continue lendo