Conecte-se conosco

Bolsa de valores

Gestora americana Oaktree investirá R$ 235 milhões em FII brasileiro

Avatar photo

Publicado

em

A gestora americana Oaktree, que possui mais de US$ 160 bilhões sob administração, investirá R$ 235 milhões no FII brasileiro da BlueMacaw.

A princípio, diz-se que a companhia do lendário investidor Howard Marks tornou-se parceira da brasileira em três imóveis e o aporte será usufruído em novas aquisições.

Oaktree e BlueMacaw

Além do mencionado, cita-se que com o valor da empresa dos Estados Unidos a BlueMacaw deve amenizar sua atual dívida, levando 50% dos imóveis: BMLog Rio, BMLog Extrema e BMLog SBC.

Destaca-se que tais imóveis serão integrantes de um novo fundo imobiliário, chamado Triple A FII.

Dentre os ativos do business brasileiro, menciona-se que eles detém diversos empreendimentos conceituados no país, como:

  • Torre Oeste do Centro Empresarial Nações Unidas (CENU) (complexo do hotel Hilton – SP);
  • Pátio Victor Malzoni

Ademais, ressalta-se que há possibilidades de renda passiva com ações e FII’s.

Cada vez mais investidores buscam aumentar seus faturamentos por meio de uma Renda passiva com investimentos seja com ações ou com fundos imobiliários (FIIs).

Fundos Imobiliários ou FIIs são instrumentos de investimentos formados por grupos de pessoas com o objetivo de ter retornos com empreendimentos imobiliários.

Os principais tipos de FIIS são:

  • Fundos de Tijolo (que investem em prédios, shoppings, galpões de logística, hospitais, dentre outros);
  • Fundos de Papel (que investem em rendas fixas lastreadas ao setor imobiliário, como LCIs, CRIs e outros;
  • Fundos de Fundos (também chamados de FOFs, esses fundos investem em cotas de outros FIIs).

Ações são pequenas frações de companhias de capital aberto, ou seja, aquelas que são negociadas na Bolsa de Valores. As ações ordinárias (ON) têm o direito ao voto ao sócio nas assembleias da empresa e as preferenciais (PN) não têm direito a voto, mas tem prioridade no momento de receber os proventos/ dividendos.

Adicionalmente, por se tratarem de pequenas frações de empresas listadas na bolsa, cada investimento neste tipo de ativo tem uma característica diferente. Por exemplo, uma empresa em estágio de crescimento pode obter um crescimento maior do seu preço negociado na bolsa. Já uma empresa mais consolidada têm uma chance maior de entregar dividendos para os seus acionistas.

Continue lendo