Conecte-se conosco

Mercado

Inflação menor que 6% em 2022 prevê mercado

Filipe Andrade

Publicado

em

Inflação menor que 6% em 2022 prevê mercado

O Banco Central divulgou nesta segunda-feira 26 de setembro, o Boletim Focus com expectativa do mercado para alta da inflação em 2022 de 5,88%, queda de 0,12% em relação a semana passada. A meta da inflação para 2022 é de 3,50% com limite máximo de 5%, conforme estipulado pelo CMN (Conselho Monetário Nacional).

Com isso, a Selic, taxa básica de juros, teve sua projeção mantida em 13,75%, mesmo valor em relação a semana passada, demonstrando que o mercado percebe que a taxa de juros nesse patamar irá controlar a inflação de 2022.

Nesse sentido, a projeção do PIB, que é a soma de todos os bens e serviços finais produzidos no país, ficou em 2,67%, com aumento de 0,02% frente a semana passada. Em contrapartida, a expectativa do dólar ficou em R$ 5,20, mesmo valor em comparação à semana anterior.

Na contra mão do aumento do PIB a Copasa (CSMG3) anunciou que vai investir menos no estado de Minas Gerais. Com isso, o valor passou de R$ 1,395 bilhão para R$ 1,165 bilhão.

Expectativas para 2023 e 2024

O IPCA, índice oficial da inflação, para 2023 ficou em 5,00% uma queda de 0,01% em comparação a semana anterior. Contudo para 2024, o índice está em 3,50%, mesmo valor frente a semana passada.

Além disso, o PIB para 2023 apresentou estabilidade frente a semana passada no valor de 0,50%. Entretanto, para 2024 o PIB aumentou a expectativa em 0,05, ficando em 1,75%.

Ainda mais, o dólar se manteve igual a semana anterior no valor de R$ 5,10. Adicionalmente, a SELIC foi projetava no valor igual da semana passada ficando em 8% ao ano.

Inflação tem sua expectativa no atualizada semanalmente no Boletim Focus

Os dados provenientes do Boletim Focus são a síntese da opinião do mercado. O Banco Central, embora divulgue as informações, não se responsabiliza pela leitura e análise feitas.

Continue lendo