Conecte-se conosco

Ações

Nubank (NUBR33) não vai render mais diariamente

Filipe Andrade

Publicado

em

A conta remunerada do Nubank (NUBR33) não vai render mais diariamente, anunciou o banco digital no dia 11 de julho de 2022. Além disso, como a nova regra o rendimento de 100% do CDI cairá só depois do 30º dia do depósito.

Ainda mais, a empresa informou que assim que chegar o 31º dia, o valor receberá automaticamente o rendimento retroativo dos 30 dias iniciais e, a partir daí, passa a render todos os dias úteis.

Nesse sentido, os valores retirados ou transferidos da conta antes do dia 30, não terão rentabilidade no pagamento no 31º dia.

Entretanto, para obter rendimento diário de imediato, o cliente terá de optar por um novo sistema de investimento para guardar e separar o dinheiro, em que o dinheiro será direcionado para aplicações personalizadas, as “caixinhas”.

Segundo o banco, a mudança no rendimento automático faz com que o Nubank tenha mais eficiência para continuar investindo em produtos inovadores. Com isso, essa mudança vai ajudar a cuidar do dinheiro cliente, com as Caixinhas. Ao mesmo tempo, ainda terá a tranquilidade de saber que o dinheiro que fica na conta por mais tempo também está rendendo.

Do mesmo modo, a mudança, na prática, pouco muda para o cliente que já tem o hábito de deixar o dinheiro guardado só que por mais tempo, anunciou o Nubank.

A medida será implementada aos poucos e, após o prazo estipulado pela fintech, o banco digital fará o pagamento retroativo do rendimento.

Troca de CPO do Nubank surpreende mercado

O Nubank (NUBR33) anunciou em ata de reunião do conselho de administração a troca de seu CPO. Renee Grace Maultin Atwood, CPO desde janeiro de 2018, deixou de ocupar a posição hoje, 08 de fevereiro, às 18:00. O comunicado foi emitido pela NUBR33 e depois compartilhado pela Agência Bovespa.

Vitor Guarino Olivier assume como novo CPO. Vitor era funcionário do banco desde o começo de 2014, quando a empresa lançava seu primeiro produto: um cartão Mastercard internacional sem anuidade e totalmente digital. Já na época, o então engenheiro financeiro foi entrevistado pela revista Exame a respeito de “como era trabalhar em uma startup”.

Ambos, Vitor Guarino e Renee Grace, se manifestaram sobre a troca nas redes.

Fintech não é mais o banco mais valioso da América Latina

O Nubank (NYSE: NU) (B3: NUBR33), conhecida empresa brasileira, não é mais o banco mais valioso da América Latina.

Recentemente, o “roxinho” abriu seu capital na Bolsa De Nova York (NYSE). O preço da ação no momento do IPO (oferta pública inicial) era de US$ 9.00.

Com a ação cotada a esse valor, a instituição passou a ser o banco mais valioso da América Latina.

Contudo, devido a uma queda recente, a ação tem cotação hoje (18/01/2022) inferior a US$ 8.00 e o Nu perdeu para o Itaú (ITUB4) o posto de banco mais valioso da LATAM (Latin America).

Em Dezembro, a fintech chegou a valer quase US$ 41.5 bilhões e, na sexta feira (14/01/2022), valia menos de US$ 38 bilhões.

Continue lendo