Conecte-se conosco

Nacional

Multimarcas Consórcios renova patrocínio com Atlético

Filipe Andrade

Publicado

em

A Multimarcas Consórcios anunciou que renovou o patrocínio com o Atlético até dezembro de 2022. Além disso, é o terceiro ano que a empresa patrocina o clube de futebol alvinegro.

A Multimarcas estampa sua marca na região da omoplata da camisa do time masculino e na parte superior das costas do uniforme do Galo Futebol Feminino. Entretanto, o valor do patrocínio não foi divulgado pelas partes.

Ainda mais, o time feminino de futebol terá em sua camisa o patrocínio da Multimarcas. Do mesmo modo, foi anunciado, como novidade, a assinatura de contrato com o Galo Futebol Americano, modalidade que vem crescendo a cada ano no Brasil.

Benefícios ao Atlético

Além do produto especial para o clube, a companhia conta com os canais de comunicação do Clube e com a influência dos jogadores do time de futebol para explicar como funciona um consórcio, seja para imóveis, serviços ou compra de veículos.

Pelo contrato, o Atlético ganhará uma cota fixa pelo patrocínio nas camisas, além de uma porcentagem de cada adesão de torcedores ao “Consórcio da Massa”.

Conheça a Multimarcas de Consórcios

A Multimarcas Administradora de Consórcios, que foi fundada em 1978, cresceu e se tornou uma das maiores administradoras do país no ramo.

A companhia é presidida pelo conselheiro do Atlético Fabiano Lopes Ferreira e pelos sócios diretores Fernando Lamounier Ferreira e Magnum Lamounier Ferreira.

Ainda mais, a empresa tem 270 representações abertas em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal.

Dívidas do Atlético

Entre os times que mais devem no Brasil o Atlético-MG encabeça a lista atualmente. Além disso, estima-se que o a dívida líquida total dos clubes em 2021 gire em torno de R$ 10,14 bilhões, segundo a consultoria EY.

O ranking dos times mais endividados é liderado por Atlético-MG (R$ 1,3 bilhão), o Cruzeiro (R$ 1 bilhão) e o Corinthians (R$ 928 milhões). Ainda mais, o Flamengo conseguiu reduzir sua dívida em 48% e terminou 2021, devendo um total de R$ 354 milhões.

Continue lendo