Conecte-se conosco

Ações

BTG Pactual (BPAC11) cai 4% essa tarde após aquisição do Banco Econômico

Publicado

em

BTG BPAC11 anuncia aquisição do Banco Econômico

O BTG Pactual (BPAC11) caiu 4,01% na tarde de hoje (15:03) como resultado do anúncio de aquisição do Banco Econômico. Operação faz parte da estratégia de Special Situations da instituição. O banco, uma das instituições falidas com o lançamento do plano real, está em situação de Liquidação Extrajudicial (BESA). Valor da operação não foi divulgado.

O site do BTG Pactual não possui nenhuma descrição da área de Special Situations (situações especiais), mas uma vaga anunciada no portal Kenoby, define a divisão de Special Situations como:

A mesa de Special Situations identifica e analisa oportunidades de retorno em ativos alternativos, com alguma componente de crédito. Operações como recuperação de carteiras de empréstimos não performados (NPL), carteiras de legal claims, precatórios, créditos para turnaround de companhias em recuperação ou falências e outras, que exigem uma análise profunda de estruturas sofisticadas e únicas em cada operação” diz o descritivo da área no anúncio.

Embora esteja condicionada a certas exigências – como o fim da Liquidação Extrajudicial do banco e regulações necessárias para operação – a ação não foi bem digerida pelo mercado. Desde a abertura do pregão de hoje as ações estão em queda. O ativo abriu a bolsa negociado a R$ 26,97, indo a R$ 26,40, uma queda de -2,2% em quinze minutos.

O Banco BTG já havia comprado a carteira de crédito do BESA em leilão em dezembro de 2021. A carteira de crédito e inadimplentes do banco somava R$ 14 bilhões e também fazia parte do jogo. Agora o BPAC11 faz a aquisição do Banco Econômico e suas subsidiárias por completo.

O Banco Econômico sofreu intervenção do Banco Central em 1995. Ele foi um dos bancos que não sobreviveram a mudança do plano real, além de apresentar provas em inquéritos conduzidos pelo BC de que fraudava os relatórios contábeis de suas operações.

Continue lendo