Conecte-se conosco

Ações

Petrobras: Adriano Pires será o novo presidente

Filipe Andrade

Publicado

em

O presidente Jair Bolsonaro demitiu o presidente da Petrobras (PETR4), Joaquim Silva e Luna, e o economista Adriano Pires será o novo presidente.

Segundo fato relevante divulgado pela empresa, o conselho deverá aprovar a mudança em uma AGO no dia 13 de abril.

Além disso, o general da reserva Joaquim Silva e Luna ficou 11 meses no cargo após substituir o economista Roberto Castello Branco.

Os constantes aumentos nos combustíveis foram os motivos para Bolsonaro demitir Silva e Luna e também Castello Branco da Petrobras.

Entretanto, a política de preços da petroleira foi estabelecida em 2016 pelo então presidente Pedro Parente, indicado pelo ex-presidente Michel Temer. Ainda mais, a estatal adotou o preço de paridade de importação (PPI) para definir o preço da gasolina e diesel nas refinarias.

O PPI acompanha as flutuações do dólar e principalmente do preço do barril de petróleo no mercado internacional .

Carreira de Adriano Pires

Adriano José Pires Rodrigues se formou em economia pela UFRJ com mestrado em Planejamento Energético pela COPPE/UFRJ. Além disso, é doutor Economia Industrial pela Universidade Paris XIII.

O novo presidente da Petrobras também foi professor na Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Pires também possui longa carreira no setor de energia atuando na Agência Nacional de Petróleo. Do mesmo modo, é Diretor-Fundador do Centro Brasileiro de InfraEstrutura (CBIE).

O CBIE é uma consultoria especializada em assuntos estratégicos para o setor de energia, regulação e inteligência.

Novo presidente na Petrobras

Segundo a imprensa, Adriano Pires aceitou o cargo após Bolsonaro prometer privatizar a estatal caso ele seja reeleito nas eleições deste ano.

Privatizar a estatal é um desejo antigo do atual ministro da Economia Paulo Guedes, mas ainda há muita resistência em membros importantes do governo.

Continue lendo