Mercado Hoje

Ibovespa supera mais uma marca histórica

Ibovespa ultrapassa os 130 mil pontos e supera mais uma máxima histórica após 7 altas consecutivas

Nesta segunda-feira, dia 07/06, o principal índice de ações brasileiro (Ibovespa) chegou a marca histórica dos 130.776 pontos, rompendo seu patamar mais alto desde o início do mercado de ações brasileiro.

Podemos atribuir essa alta repentina do índice a alguns fatores, como expectativa de retomada da economia, aceleração no processo de vacinação contra o COVID, juros baixos em relação ao histórico brasileiro, atuação política mais forte em relação às reformas estruturantes, expectativa de crescimento da China, superciclo das commodities, dentre outros.

No entanto, mais importante do que qualquer um dos pontos acima, o que sustenta o crescimento da bolsa para o longo prazo é a expectativa de melhores resultados vindo das empresas listadas.

Nesse sentido, se simplificarmos a visão do mercado e atribuirmos um único vetor para o recorde da bolsa, um estaria correto em dizer que os lucros das empresas da bolsa têm mais peso do que qualquer outro evento.

Naturalmente, muitos dos pontos citados anteriormente auxiliam as empresas nos seus resultados e, muitas vezes, são condicionantes para que essas corporações atinjam níveis financeiros saudáveis e com expectativas de crescimento.

Por tanto, apesar dos riscos ainda presentes no cenário brasileiro, as principais casas de análise seguem positivas com a bolsa para o fim do ano.

O que quer dizer que para estas casas ainda existe um trade-off positivo para se investir na bolsa, mas isso não quer dizer que será uma linha reta de crescimento ou até mesmo que o número indicado pela casa irá ser alcançado, na vírgula.

É importante ressaltar que as projeções são baseadas em um cenário-base, indicando níveis razoáveis de acordo com a opinião de analistas e contemplando os riscos que podem alterar os drivers de crescimento da bolsa.

Com isso, é essencial que o investidor de ações não saia do seu perfil de risco para surfar uma onda que pode quebrar antes da hora. Na realidade, o investidor inteligente vem construindo seu portfólio pensando no futuro e buscando meios de diversificação quando esses instrumentos estão baratos.

Em outras palavras, compre seu guarda-chuva em dias de sol para não precisar pagar o dobro do preço.

De acordo com Howard Marks, um dos maiores gestores do mercado financeiro, uma carteira ideal irá performar dentro das expectativas do investidor em momentos de euforia até momentos de crise. Sendo que investidores mais avessos ao risco obterão volatilidades menores enquanto investidores arrojados terão perdas e ganhos significativos em suas jornadas.

Voltando ao nosso panorama de mercado e olhando para o cenário externo, nos EUA, os índices fecharam o dia de ontem em direções mistas, com destaque positivo para o índice NASDAQ, que encerrou a sessão em +0,49%.

Já o DJIA e o S&P500 fecharam a sessão de ontem levemente no negativo.

Passando para o dólar, o dia de ontem foi marcado por forte estabilidade da moeda contra o real, que oscilou pouco e encerrou o dia com 0,02% de alta (R$5,04).

No dia de hoje, o mercado amanhece perto de sua estabilidade na Europa (EURO STOXX -0,06%).

Nos EUA, os futuros também seguem em tendência de queda, com destaque para o S&P500 a -0,23%.

Notícias Importantes de hoje

  • Mercado americano amanhece em queda entre receios sobre regras de tributação e possível inflação (dados sobre a inflação americana saem nesta quinta-feira, 10/06;
  • Dados sobre vendas no setor do varejo saem essa manhã.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Tags:
Categorias:
Mercado