Conecte-se conosco

Ações

Cemig: Conta de luz vai aumentar mais que inflação

Filipe Andrade

Publicado

em

Cemig: Conta de luz vai aumentar mais que inflação

A Aneel aprovou hoje a revisão das tarifas da Cemig (CMIG4), com um aumento médio de 13,27% para os consumidores de Minas Gerais. As novas tarifas entrarão em vigor em 28 de maio e terão impactos diferenciados de acordo com as categorias de consumidores.

Para os consumidores em baixa tensão, o aumento tarifário será de 15,55%. Entretanto, para os consumidores residenciais, a elevação será de 14,91%. Já os consumidores em alta tensão terão um impacto de 8,94%.

Prepare-se para uma experiência gastronômica única! Compre 2 pratos principais e pague apenas 1, com o Duo Gourmet. E tem mais: ao utilizar o CUPOM FILIPE60, você será presenteado com um DESCONTO especial de R$ 50,00 na sua assinatura anual. Aproveite esta oportunidade única para explorar uma variedade de pratos e sabores em vários lugares do Brasil.

Duo Gourmet: Descubra como comer nos melhores restaurantes pagando menos
Compre 2 pratos principais e pague apenas 1

Processo de revisão de tarifas no caso da Cemig

Nesse processo de revisão periódica das tarifas, que é mais complexo do que o reajuste anual, a agência reguladora ajusta os valores levando em consideração os custos de distribuição (“parcela B”). Além disso, ela também olha as metas de qualidade e as perdas de energia, entre outros fatores.

No caso específico da Cemig, as tarifas foram majoradas principalmente devido aos encargos setoriais e à retirada de componentes financeiros. Nesse sentido esse dois itens, haviam aliviado as tarifas na revisão anterior.

Além disso, a Aneel estabeleceu novos parâmetros para os indicadores de qualidade dos serviços prestados pela Cemig. No que diz respeito ao DEC, que mede a duração das interrupções no fornecimento de energia, os limites serão reduzidos progressivamente de 9,64 horas em 2024 para 8,78 horas em 2028. Já para o FEC, que mede a frequência das interrupções, os limites serão reduzidos de 5,97 vezes no próximo ano para 4,94 vezes em 2028.

Companhia aumenta investimentos para voltar ao protagonismo

Cemig anunciou, nesta semana, a ampliação do maior investimento da sua história e vai aportar, até 2027, R$ 42,1 bilhões em todos os seus segmentos de negócios. Com uma parcela significativa desses recursos destinados ao setor de geração e transmissão (GT) da companhia, a Cemig vai investir, aproximadamente, R$ 17 bilhões em seus ativos de GT entre 2023 e 2027, representando um aumento de 157% em relação ao valor previsto anteriormente.

A tendência para os próximos anos é que a companhia invista em geração de associação, unindo duas fontes de energia. Desde 2019, a Cemig está investindo fortemente na modernização das suas usinas, buscando ampliar o seu parque gerador e também implantando tecnologias para aumentar a capacidade de geração dos seus ativos.

Continue lendo