Conecte-se conosco

Ações

Petrobras anuncia alta no preço da gasolina

Filipe Andrade

Publicado

em

Petrobras anuncia grande aumento no preço da gasolina

A Petrobras (PETR4) anunciou que, a partir de quarta feira, 25 de janeiro, o preço médio de venda de gasolina A da Petrobras para as distribuidoras terá um aumento. Nesse sentido, o aumento vem em decorrência da subida do preço do petróleo no mercado internacional.

O preço para as distribuidoras passará de R$ 3,08 para R$ 3,31 por litro, um aumento de R$ 0,23 por litro ou de 7,5%

Com isso, considerando a mistura obrigatória de 73% de gasolina A e 27% de etanol anidro para a composição da gasolina comercializada nos postos, a parcela da estatal no preço ao consumidor será, em média, R$ 2,42 a cada litro vendido.

Ainda mais, o preço do petróleo brent, referência para a petroleira, ultrapassou os US$ 88 no mercado internacional. Ainda mais, conforme ressalta o Goldman Sachs, os preços da gasolina na costa do Golfo já avançaram 37% em reais.

De acordo com a companhia, “esse aumento acompanha a evolução dos preços de referência e é coerente com a prática de preços da Petrobras, que busca o equilíbrio dos seus preços com o mercado, mas sem o repasse para os preços internos da volatilidade conjuntural das cotações e da taxa de câmbio”.

Levando em consideração esse aumento, o Goldman vê agora os preços da gasolina da Petrobras 17% abaixo dos preços do Golfo, enquanto vê os preços do diesel 9% abaixo. Para referência, o desconto médio face aos preços internacionais foi de 4%/14% para o diesel/gasolina em 2022, aponta o banco. Já as margens de refino consolidadas para a estatal permanecem em níveis saudáveis, apontam os analistas.

Contudo, o presidente da Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom), Sérgio Araújo, considerou o aumento do preço da gasolina anunciado como insuficiente para que se abra uma janela de importação do combustível.

Petrobras distribui segunda parcela de dividendos

A Petrobras (PETR4) efetuou no dia 19 de janeiro pagamento da segunda parcela de dividendos no valor de R$ 21,9 bilhões aos acionistas. Farão jus ao pagamento os acionista da base acionária na data COM de 21 de novembro de 2022.

A gestora britânica Janus Henderson divulgou na 35ª edição do Índice Global de Dividendos que a Petrobras (PETR4) é a maior pagadora de dividendos do mundo.

Com relação aos dividendos, o valor bruto por ação ordinária e preferencial é de R$ 1,600192 e da atualização da taxa Selic é de R$ 0,011415. O que resulta em um valor total de R$ 1,611607 por ação.

Já em relação ao juros sobre capital próprio (JCP), o valor bruto por ação ordinária e preferencial é de R$ 0,074258. Com isso, somado à atualização da taxa Selic de R$ 0,000529, totaliza R$ 0,074787 por ação.

Continue lendo