Conecte-se conosco

Nacional

PIX: Banco Central traz novas medidas

Filipe Andrade

Publicado

em

Chave Pix: Banco Central comunica vazamento de dados

O Banco Central adotou novas medidas para flexibilização de pagamento via Pix. As mudanças, que extinguem o limite individual por transação e alteram os valores em horário noturno, devem afetar principalmente os pequenos negócios.

As mudanças extinguem o limite individual por transação e alteram os valores em horário noturno

Com as novas regras, os bancos não são mais obrigados a impor um limite de valor por transação. Com isso, o limite agora passa a ser por tempo. Entretanto, o PIX Saque e PIX Troco passa do teto de R$ 500 para R$ 3 mil e durante a noite de R$ 100 para R$ 1 mil.

Nesse sentido, o limite de cada usuário passa a ser o mesmo que ele tem no TED, estilo de transação tradicional. Ainda mais, quanto ao horário, cada banco tem liberdade para customizar. O Pix noturno, que limita o uso do serviço, costuma ser fica entre 20h e 6h, mas a instituição financeira pode alterar esse horário para entre 22h e 6h.

Segundo uma pesquisa do Sebrae, em todo o Estado do Rio de Janeiro, 76% das empresas utilizam o sistema como meio de pagamento. 43% dos pequenos empreendedores que aceitam o pagamento online disseram que esse modelo já compõe de 25% até 50% do rendimento.

Boatos sobre o sistema PIX

O Pix caiu no gosto dos brasileiros. Em 2 anos de operações, já atraiu mais de 140 milhões de usuários. No rastro da popularidade, não param de surgir fake news sobre a ferramenta criada pelo Banco Central como se o pix terá taxa.

Recentemente, foram anunciadas mudanças nos limites do meio de pagamento por transação, bem como um aumento no valor máximo do Pix Saque e Pix Troco. Em paralelo, o Pix também registrou um novo recorde no número de transações diárias, no dia 20 de dezembro, quando foram realizadas 104,1 milhões de transações pelos usuários, segundo dados do BC. A data coincidiu com o último dia para o pagamento da segunda parcela do 13º salário.

Contudo, no território sem lei da internet já saiu boatos de que o sistema seria taxado em 2023, que a ferramenta seria banida pelos grandes bancos e que até seria cancelado. Essas informações são verdadeiras?

Acesse aqui e veja 5 boatos sobre o sistema de pagamentos.

Continue lendo