Conecte-se conosco

MG

Carbokeg desenvolve tecnologia revolucionária de refrigeração

Filipe Andrade

Publicado

em

Carbokeg desenvolve tecnologia revolucionária de refrigeração

Uma ideia que vem sendo desenvolvida desde 2018 resultou na criação de aparelhos capazes de refrigerar ou congelar produtos sem a utilização de energia elétrica. O método da startup mineira Carbokeg utiliza o gás carbônico do gelo seco como fonte energética em sistema autônomo e sustentável.

A Carbokeg, empresa fundada em 2018, pelos sócios Fernando Brandão e Everton Nunes, prevê a solução para os problemas de refrigeração como um todo, mas, principalmente das chopeiras elétricas. Tudo começou em um evento cervejeiro, quando os sócios sentiram insatisfação ao perceber uma grande insuficiência na logística para atender ao público com as bebidas, que não estavam geladas o suficiente e geravam longas filas.

Conversaram e como Everton já era dono de uma das maiores empresas fornecedoras de gelo seco, Fernando, que é engenheiro, idealizou uma tecnologia de refrigeração e começou a trabalhar nessa nova teoria, a princípio para sanar os problemas dos consumidores finais.

Com o avanço dos estudos e testes, ele percebeu que essa nova tecnologia poderia ser usada em outros setores, em diferentes dimensões e aplicações, como refrigeradoras de bebida (chopeiras), caixas térmicas para transporte e conservação, sistemas de refrigeração industrial, entre outros.

A tecnologia foi patenteada internacionalmente e a primeira aplicação já está disponível no mercado. Inicialmente aplicada em refrigeradoras de bebidas – as famosas chopeiras -, também pode ser aplicada em caixas térmicas para transporte e conservação e até sistemas de refrigeração industrial. Este último, conforme o diretor de marketing da empresa, Allan Coelho, deverá ser lançado em breve.

Segundo Fernando Brandão, “as principais vantagens do sistema CARBOKEG estão em sua sustentabilidade, eficiência, versatilidade e praticidade. Quando aplicado nas TAPs (chopeiras), o sistema refrigera as bebidas instantaneamente, sem as limitações da eletricidade, cilindros e cápsulas de CO2, de forma portátil e economizando até mesmo com mão de obra em grandes eventos.

Quando aplicado em sistemas industriais, a tecnologia proporciona a reciclagem do CO2 não-biogênico que seria emitido na atmosfera, além de poder ser utilizado na refrigeração interna das empresas. Além disso, o sistema pode atuar em caixas térmicas para transporte e conservação nos setores farmacêuticos e alimentícios, por exemplo”.

Carbokeg no mercado internacional

Em poucos meses de comercialização o produto já é sucesso entre cervejarias brasileiras e, em breve, estará à venda também no mercado internacional. É que a startup participou do CO2 Summit, no fim de setembro, em Chicago, nos Estados Unidos, e já começou a receber as primeiras encomendas.

Segundo Allan Coelho, tamanho sucesso já tem impactado a produção e em breve a Carbokeg precisará expandir a capacidade da fábrica.

Continue lendo