Conecte-se conosco

Notícias

Conheça o Mecanismo de Ressarcimento de Prejuízos da Bolsa (MRP)

Avatar photo

Publicado

em

Como para os investimentos bancários existe o Fundo Garantidor de Crédito, conheça o Mecanismo de Ressarcimento de Prejuízos da Bolsa (MRP).

Em tese, o MRP funciona de uma forma diferente do FGC, com isso siga as características de cada instrumento.

Fundo Garantidor de Crédito (FGC)

O Fundo Garantidor de Crédito (FGC) é como uma seguradora, que provém certa proteção aos investidores de títulos bancários. Na prática, ela permite recuperar créditos em instituições financeiras em caso de falência.

Para o investidor, o FGC representa a seguro de que seus investimentos podem ser ressarcidos mesmo em eventos como a falência de uma instituição financeira.

Portanto, o FGC funciona como uma seguradora, que depende dos aportes mensais de seus associados — bancos e outras instituições financeiras.

Para investidores, o FGC provém um valor assegurado de até R$ 250 mil por instituição financeira e R$ 1 milhão por CPF.

Por exemplo, se você investe em R$ 260 mil em um banco e este banco quebra, no caso de houver recursos disponíveis no FGC, o investidor não receberia R$ 10 mil reais (somente os R$ 250 mil), por ter realizado um valor superior à cobertura do fundo.

Um segundo exemplo inclui, se você investe R$ 900 mil em 4 bancos diferentes, de forma que cada um dos investimentos não ultrapasse R$ 250 mil por instituição, você estaria apto a receber de volta os R$ 900 mil reais caso as 4 instituições quebrasse.

É importante ressaltar que os rendimentos obtidos através dos investimentos também entram na conta. Ou seja, caso você aplique R$ 250 mil em um banco e obtenha um rendimento de R$ 10 mil. Somente os R$ 250 mil iniciais serão ressarcidos.

Conheça Mecanismo de Ressarcimento de Prejuízos da Bolsa (MRP)

Menos comum do que o FGC, o MRP serve para investidores de ações.

Adicionalmente, o propósito do MRP não é para prejuízos decorrentes de oscilações na bolsa (perdas pelas quedas ou altas de ações) e sim por erros operacionais, que podem ser cometidos por corretoras, bancos, etc.

Aproximadamente, 600 solicitações de ressarcimento foram recebidas pelo MRP nos últimos 12 meses. Trata-se de um meio de cobertura de prejuízos decorrentes de falhas operacionais, ou seja, por causa de ações ou omissões dos intermediários (corretoras e distribuidoras) em operações realizadas em Bolsa ou na prestação de serviços de custódia.

Os investidores danificados podem pedir o ressarcimento de até R$ 120 mil por problemas com de operações e ordens, falhas em ferramentas de negociação e perdas referentes a falência extrajudicial da corretora.

SITS CAPITAL – SAFRA Invest

Nosso time da SITS Capital esta à disposição para avaliar carteiras de investidores que já investem em renda variável ou para auxiliar quem deseja iniciar neste tipo de ativo.

Basta entrar em contato conosco pelo nosso site ou por Whatsapp/ Telefone – (31) 3191 7305.

Continue lendo