Conecte-se conosco

Internacional

James Webb: Saiba quanto custou o telescópio espacial

Filipe Andrade

Publicado

em

O telescópio espacial James Webb foi lançado em 25 de dezembro de 2021 ao custo de US$ 10 bilhões e que levou 30 anos para ser construído pela Agência Espacial Americana (NASA). Além disso, o foguete que levou o telescópio foi o Ariane 5, que partiu da base de Korou na Guiana Francesa.

Nesse sentido, o novo telescópio promete revolucionar a astronomia como é conhecida hoje em dia. Ainda mais, utilizando tecnologia de infravermelho, o equipamento realizará imagens das galáxias mais velhas do universo.

Ele é, basicamente, um enorme observatório espacial que consegue visualizar objetos, como estrelas, galáxias e exoplanetas que estão muito distantes no espaço. Adicionalmente, sua massa é de 6,5 toneladas.

Nas palavras da própria da agência americana, o James Webb vai “alterar de forma fundamental o nosso entendimento sobre o universo”.

O novo telescópio, que contou com a participação da agência espacial europeia (ESA), não vai substituir o famoso telescópio Hubble, ele vai complementar. Do mesmo modo, o telescópio Hubble, está tirando fotos do universo desde seu lançamento em 1990.

O Hubble, só consegue enxergar uma faixa limitada de infravermelho que a poeira ao redor de estrelas onde os planetas se formam emitem esse tipo de radiação e facilitam a visualização.

Primeira imagem do James Webb

O telescópio espacial mais poderoso já construído pela ciência vai revelar sua primeira imagem e dados científicos nesta segunda-feira (11) pelo presidente americano Joe Biden.

“O presidente Joe Biden divulgará uma das primeiras imagens de Webb em um evento de pré-visualização na Casa Branca em Washington. O administrador da NASA, Bill Nelson, fará comentários”. A transmissão acontece ao vivo na NASA TV.

Internet na Amazônia através de satélites de Elon Musk

O governo brasileiro se reuniu com Elon Musk para discutir a implementação de internet na Amazônia através de empresa de satélites

O Ministro Fábio Faria encontrou com o homem mais rico do mundo nos EUA para levar internet para Amazônia.

O empresário, fundador da notável Tesla (TSLA34) e SpaceX, tem também uma empresa de satélites, a Starlink. Segundo o ministro das comunicações, Musk virá ao Brasil e eles objetivam conectar escolas rurais e proteger a floresta com o uso da tecnologia da SpaceX/Starlink.

Continue lendo