Conecte-se conosco

Nacional

Concurso Receita Federal: Ministério da Economia libera

Filipe Andrade

Publicado

em

O Ministério da Economia autorizou o Concurso da Receita Federal em publicação no “Diário Oficial da União” desta segunda-feira, 13 de junho. Além disso, o concurso será para o preenchimento de 699 vagas de auditor-tributário e analista-tributário para a Receita Federal.

Entretanto, o certame depende de autorização do Ministério da Economia e estão condicionados à existência de vagas e à adequação orçamentária e financeira da nova despesa à Lei Orçamentária Anual e sua compatibilidade com a Lei de Diretrizes Orçamentárias.

Do mesmo modo, o prazo para a publicação dos editais de abertura é de 6 meses a partir da data de publicação das portarias, ou seja, até 13 de dezembro.

Concurso Receita Federal

Serão 30 vagas para o cargo de auditor tributário que exige nível superior e 469 vagas para o cargo de analista tributário que também exige nível superior. Ainda mais, no caso do concurso da Receita Federal, foi autorizada a redução para dois meses do prazo entre a publicação do edital e a realização da primeira prova do concurso.

Do mesmo modo, a Receita Federal informou que está em processo de seleção da banca que irá realizar o concurso. A data de divulgação do edital e de realização das provas, bem como da nomeação dos aprovados, não foi definida.

Os ganhos para o cargo de auditor tributário serão de R$ 21.029,00 e para o cargo de analista tributário serão de R$ 11.684,00.

O último concurso para o INSS foi realizado em 2015, e contou com 950 vagas para auditor fiscal.

Concurso do INSS

O Ministério da Economia autorizou o Concurso do INSS em publicação no “Diário Oficial da União” desta segunda-feira, 13 de junho. Além disso, o concurso será para o preenchimento de 1 mil vagas de técnicos do seguro social para o Instituto Nacional de Seguro Social (INSS).

O cargo de técnico do seguro social do INSS exige nível médio de escolaridade. Ainda mais, o INSS informou que a escolha da banca organizadora deve ser feita daqui a 60 dias. Nesse sentido, os aprovados serão convocados, de acordo com a classificação, para trabalhar nas Agências da Previdência Social espalhadas pelo país.

Continue lendo