Conecte-se conosco

Ações

Laboratório Geraldo Lustosa é vendido para Dasa (DASA3)

Filipe Andrade

Publicado

em

A rede de medicina diagnóstica Dasa (DASA3) divulgou fato relevante sobre a compra do laboratório mineiro Geraldo Lustosa. Além disso, a compra é da integralidade do capital social Laboratório Geraldo Lustosa, sociedade que atua no Estado de Minas Gerais, com a prestação de serviços na área de medicina laboratorial e análises clínicas.

Ainda mais, o valor da operação não foi divulgado pelas empresas, mas a aquisição será parcelada ao longo de 3 (três) anos e a sua conclusão está sujeita a apreciação pelo CADE e pelos acionistas da Dasa.

Segundo a Dasa, a operação está alinhada com a estratégia de expansão das operações de diagnósticos, bem como representa um marco importante no fortalecimento da sua presença e de sua liderança na região metropolitana de Belo Horizonte, o terceiro maior mercado do Brasil.

Laboratório Geraldo Lustosa

O Lustosa foi fundado em 1958 pelo médico Patologista Clínico Dr. Geraldo Lustosa Cabral na cidade de Belo Horizonte. Atualmente possui uma marca relevante, com 26 unidades na região metropolitana da Cidade de Belo Horizonte.

Ainda mais, o laboratório atende cerca de 195 Convênios e em 2021 a receita bruta apurada no exercício de 2021 foi de R$ 49,6 milhões.

DASA compra Centron Oncologia

O grupo DASA (DASA3), através da subsidiária Ímpar, anunciou a compra da Centron Oncologia, centro clínico de atendimento e cirurgia oncológico em Botafogo, Rio de Janeiro. Manobra faz parte de sua estratégia de expansão, que vem se consolidando ao longo dos últimos meses. Assim como Rede D’or (RDO3), Notre Damme (GNDI3) e Hapvida (HAPV3), o grupo busca nas aquisições um caminho para consolidar o crescimento.

Nesse sentido, a estratégia ocorre após a supervalorização dos ativos durante a pandemia e o retorno a números pré-pandêmicos. Adicionalmente, ss lucros reportados pelas empresas nos últimos trimestres têm desanimado o mercado e feito investidores recuarem em suas posições.

DASA adia pagamento de JCP

A companhia anunciou o adiamento do pagamento de Juros sobre Capital Próprio (JCP) anunciados em dezembro. O valor a ser pago seria debitado na conta dos acionistas até o dia 30 de abril. O novo prazo é até o dia 31 de dezembro de 2022. Valor corresponde a R$ 0,30 por ação, em um montante de R$ 165.044.010,00.

Ainda mais, a distribuição será feita com base na posição acionária da Companhia no final do dia 27 de dezembro de 2021, incluindo as negociações realizadas em tal data. Empresa negocia ações “ex” juros a partir do dia 28 de dezembro. A companhia afirma que a decisão, tomada no dia 1 de março (terça-feira), ocorre por mudança no planejamento orçamentário da empresa.

Continue lendo