Conecte-se conosco

Notícias

Pirâmide financeira de “faraó dos bitcoins” abre canal de transparência

Publicado

em

Faraó dos Bitcoins

A GAS Consultoria, liderada por Glaidson Acácio dos Santos, ex garçom e conhecido como “faraó dos bitcoins”, abriu um canal de transparência para falar com clientes e esclarecer a acusação de Pirâmide Financeira. Preso pela Polícia Federal em agosto de 2021, na Operação Krypto, Glaidson (“faraó dos bitcoins) liderava a GAS Consultoria, que foi alvo de investigação por esquema de pirâmide financeira disfarçada de consultoria em criptomoedas.

Funcionamento da Pirâmide Financeira:

A GAS consultoria assessorava investimentos em Bitcoin e prometia ganhos de 10% ao mês com um aporte inicial mínimo de R$ 10 mil. Porém, segundo as investigações da Policia Federal, a GAS não aplicava os aportes em Bitcoin, apenas repassava o dinheiro para a conta pessoal de Glaidson. Parte dos lucros eram repassados aos clientes através da entrada de dinheiro de novos investidores atraídos pelo negócio aparentemente lucrativo.

A Prisão:

A Operação Krypto, apreendeu 591 bitcoins em agosto de 2021, que na cotação da época equivalia a R$ 150 milhões, além de R$ 13 milhões em espécie. A Polícia Federal indicou que foi a maior apreensão de criptomoedas da história. Além disso, a operação cumpriu sete mandados de prisão preventiva, incluindo a de Glaidson, que está preso até hoje aguardando julgamento ou a concessão de liberdade provisória. Nos últimos meses, os advogados de Glaidson impetraram vários “Habeas Corpus” pedindo sua liberdade, porém sem sucesso até o momento.

Bilhões de reais movimentados:

A GAS consultoria, apesar de não ter registros como operadora financeira em seu CNPJ, movimentou bilhões de reais. A empresa tem sede em Cabo Frio-RJ, cidade que ganhou o apelido de “Novo Egito”, após 10 empresas serem denunciadas por esquema de “Pirâmide financeira” no local. Por determinação judicial, a GAS Consultoria sofreu um bloqueio de R$ 38 bilhões em suas contas. Assim, a companhia liderada por Glaidson (“faraó dos bitcoins”) afirma que não tem como pagar os 10% de rendimento prometidos aos investidores por culpa das autoridades.

Canal de transparência no Instagram:

A GAS consultoria criou recentemente um canal de transparência no instagram para falar com clientes que estão aguardando pagamento, mesmo com seu líder (Glaidson) preso preventivamente. O perfil criado no instagram “Fale com Glaidson” conta com 19,6 mil seguidores. O vídeo inaugural do canal divulgou:

“Sejam muito bem vindos ao nosso canal da transparência, um canal de comunicação direta a todos que desejam falar com Glaidson, enviando mensagens ou perguntas através do nosso direct no Instagram. Fale com o Glaidson!!!
Siga nossas redes sociais e fique por dentro de todas as informações oficiais.
Até breve !!!”

Em outro vídeo foi informado que: “O Glaidson pediu para falar com vocês que se de depender dele e os obstáculos forem removidos, ele vai pagar cada centavo. “

Além disso, Glaidson alegou em depoimento que foi vítima de calúnia e preconceito pela cor de sua pele, e que se fosse loiro de pele clara as autoridades não o tratariam tão mal. Disse ainda que tem vergonha de ser brasileiro e que se estivesse nos EUA estaria na capa da Forbes ou da Times.

Ontem, 20 de maio, o canal da GAS postou sobre a recente queda do preço do Bitcoin: “Mesmo com essa queda, quem recebeu nossa consultoria em 2018, em Maio desse ano com essa queda, está em lucro! Sem liquidar seus BTC. (…)”

Nos comentários dos posts, clientes e credores da GAS cobram por um plano de pagamento e pedem justiça para Glaidson, defendendo sua inocência.

Continue lendo