Conecte-se conosco

Ações

Oncoclínicas (ONCO3): receita líquida recorde para o 1T22

Publicado

em

A mineira Oncoclínicas (ONCO3), maior provedora de tratamento oncológico no setor privado do Brasil teve receita líquida recorde para o 1T22.

Nesse sentido, a empresa obteve receita líquida de R$ 808 milhões, número 31,5% superior ao observado no 1T21.

Além disso, ressalta-se expansão na margem bruta e EBITDA Ajustado recorde de R$ 141,3 milhões (+28,2% ao visto no mesmo período do ano anterior).

Resultados financeiros: Oncoclínicas (ONCO3)

Ademais, os números e dados citados são da divulgação de resultados da companhia para o trimestre. Menciona-se também os seguintes pontos:

  • Lucro Líquido Ajustado de R$ 24 milhões
  • Maior EBITDA Ajustado para um único trimestre na história da Companhia (R$ 141,3 milhões)

O negócio é a rede líder em oncologia no Brasil, possuindo 91 Unidades Existentes, e mais de 1.300 especialistas em câncer.

Nos últimos tempos, o business vêm avançando nas estratégias de crescimento e solidificação da marca com diversas operações relevantes:

  • Aquisição do grupo Unity por R$ 554 milhões;
  • 49% do capital da MEDSIR pelo valor de € 5,75 milhões;
  • Compra da Cemise, de Sergipe, por R$ 150 milhões.

Acrescenta-se ao mencionado outros fatos relevantes relacionados à Oncoclínicas (ONCO3), como o lucro bruto e despesas operacionais.

Sobre o primeiro, afirma-se que foi de R$ 271,3 milhões em comparação com R$ 194,8 milhões no mesmo período de 2021, o que representou uma variação positiva de R$ 76,6 milhões, ou um aumento de 39,3%.

Já o segundo (Despesas Operacionais Ajustadas) foi de R$ 128,6 milhões.

Continue lendo