Mercado Hoje

Dia de alta quebra sequência de quedas do Ibovespa com força compradora

Alta do Ibovespa hoje

O “está barato” que vingou entre influenciadores chegou a bolsa de valores com a semana de quedas consecutivas – dia foi positivo, com alta de 1,15% para a bolsa

“Bolsa fechou no negativo com ótimas promoções”, é a fala do influenciador de investimentos e analista CNPI Professor Mira em seu programa diário no Youtube. O influenciador faz parte do grupo de analistas de valor que acredita nas empresas rentáveis no longo prazo. Para eles, baixas como as vistas essa semana são “oportunidades” ou “promoções”, e eles logo “vão às compras”. Como resultado, a força compradora de mercado levou a uma alta de 1,15% no Ibovespa hoje.

A alta do Ibovespa se deu sobretudo devido as ações de Petrobrás (PETR3, PETR4), Vale (VALE3) e Itaú (ITUB3), que tiveram altas respectivas de 4,93%/3,85%, 4,05% e 3,56%. As ações possuem grande fatia no Ibovespa, influenciando o índice. Além delas, Bradesco (BBDC4) também teve resultados relevantes – alta de 2,4%.

Commodities se recuperam de tombo

Ontem as commodities lideraram as quedas, com papéis que chegaram a -8% durante a tarde. Hoje, as mesmas companhias lideraram as altas do Ibovespa. Foi o caso de companhias como Petroleum Rio (PRIO3), BRK Mall (BRKM5) e Gerdau (GOAU3). Ontem, os prejuízos foram na casa de 5%. Hoje, as altas foram, respectivamente, de 4,82%, 4,18% e 4,08%.

Setor de saúde amarga prejuízo

Já o setor de saúde foi um dos mais afetados no dia de alta do Ibovespa. Qualicorp (QUAL3), Hapvida (HAPV3) e Rede D’Or (RDOR3) lideraram as quedas, com perdas de -13,3%, -6,47% e -6,23%. Resultado foi puxado pela Qualicorp, que apresentou um fraco resultado no 1T22, impulsionando a queda de todo o setor junto. A expectativa é baixa para o setor de saúde no pós pandemia, e com movimentações recentes no setor.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.