Conecte-se conosco

Ações

Risco de inadimplência e juros provocam queda no setor de tecnologia

Publicado

em

queda nas empresas do setor de tecnologia preocupa mercado

O fenômeno também tem aparecido nas redes sociais como a “extinção dos unicórnios”, com investidores cada vez mais preocupados com a queda no setor de tecnologia

Locaweb (LWSA3) e TOTVS (TOTS3) são algumas das empresas líderes em tecnologia digital no Brasil hoje. Também são as empresas que essa tarde lideram a queda do setor de tecnologia no Ibovespa. Com perdas de 7,3% e 6,3%, ambas representam um movimento de perda da confiança, por parte do mercado, nesse modelo de negócios.

Os resultados do primeiro trimestre de 2022 não animaram o mercado. Embora empresas como a TOTVS tenham apresentado alta nos segmentos principais de atuação, o mercado parece ainda descrente. O aumento da taxa de juros aparece como um dos principais fatores de risco.

Com grandes dívidas e estratégias agressivas de crescimento, esse perfil de empresa tende a ter sucesso em cenários de baixa da taxa de juros. Porém, o financiamento começa a se tornar caro, e o modelo de crescimento exponencial deixa de ser sustentável em cenário com taxa SELIC a 12,75% ao ano.

E-commerce tem exposição dupla ao problema

Envolvendo empresas de tecnologia com empresas de varejo, o e-commerce – modelo adotado nos últimos anos por cada vez mais gigantes do varejo nacionais – tem uma exposição dupla a alta da taxa selic. Por um lado, o consumo tende a cair em um cenário de inflação galopante. Por outro, as dívidas das empresas de tecnologia apertam por rentabilidade.

Não é surpresa quando empresas como Americanas (AMER3), Magazine Luiza (MGLU3) e Via Varejo (VIIA3) apresentam quedas acima de pares do mercado. Os números caíram 4,87%, 6,28% e 1,81% às 13h de hoje.

Continue lendo