Conecte-se conosco

Ações

Queda do Ibovespa é amenizada com Petrobrás e bancos

Publicado

em

Alta do ibovespa

Dólar ainda sobe em dia de queda do Ibovespa – dividendos da Petrobrás (PETR3) e resultados positivos dos bancos com a alta de juros foi motivo de alegria entre investidores

O dia foi de altos e baixos para a bolsa brasileira. O Ibovespa terminou o dia com leve queda, de 0,16%. O motivo ainda é a alta da taxa de juros no país, impactando muitas empresas de tecnologia e com alto endividamento. Por outro lado, o resultado positivo de Petrobrás (PETR3) animou investidores, com a empresa subindo 3,28% hoje.

Embora a taxa de juros seja um problema para a maior parte das empresas, existe um grupo que se beneficia: os bancos. Com taxas maiores, também aumentam os ganhos sobre dívidas pós-fixadas. Por isso, grandes nomes do Ibovespa como Bradesco (BBDC4), Santander (SANB11) e Itaú (ITUB3) tiveram altas, respectivamente, de 2,05%, 3,10% e 2,15%.

Dividendos contribuem para alta da Petrobrás (PETR3)

Ademais dos resultados positivos reportados no primeiro trimestre, os dividendos milionários anunciados pela Petrobrás (PETR3) animaram o mercado. Ambos os resultados somados favoreceram para a empresa assumir posição de destaque nas altas do dia.

Outras altas do dia

Além de Petrobrás (PETR3), Lojas Renner (LREN3) e Alpargatas (ALPA3) também se destacaram. Os aumentos foram de 5,99% e 7,35%. Entretanto, ambas as empresas nadam na contramão de outras companhias de varejo.

Varejo, tecnologia e alimentos sofrem

O cenário da alta de juros costuma ser pior para empresas que tem muitas dívidas, como empresas de crescimento acelerado. Esse é um perfil típico de empresas de tecnologia. Enquanto isso, companhias de exportação, como as de alimentos, se veem profundamente impactadas pela alta do preço do dólar.

Do outro lado da bolsa, empresas do ramo de tecnologia, como TOTVS (TOTS3) e Locaweb (LWSA3) também apresentaram quedas acentuadas, sendo esta última o destaque negativo do dia. Enquanto a TOTVS teve queda de 4,72%, a Locaweb chegou a 7,62%.

Já as empresas de varejo, que tendem a ter piores resultados em cenários de alta de juros, também sangraram perdas. Americanas (AMER3), Magazine Luiza (MGLU3) e Via (VIIA3) tiveram quedas de 3,91%, 2,72% e 3,15%, respectivamente. A rede varejista Petz (PETZ3) chegou a perde 14% no pior momento do dia, terminando o pregão a 12%.

Entre as gigantes de alimento, o Atacadão (CRFB3) e a BRF (BRFS3) lideraram as quedas, com perdas de 7,04% e 6,11%.

Continue lendo