Conecte-se conosco

Ações

Dia de quedas com alta de juros nacional entrega ganhos da bolsa

Publicado

em

alta da bolsa graças a BBAS3 e setor de bancos

A taxa selic passou por nova alta ontem, dia 04 – a alta da taxa de juros nacional impacta sobretudo setores de consumo e tecnologia

No dia 04, enquanto o mercado se animava com uma taxa de juros controlada em solo americano, outro cenário se desenhou no Brasil. A alta da taxa de juros nacional impactou severamente o desempenho da bolsa hoje. O índice ibovespa caiu 2,81%, zerando os ganhos do ano às 12:05 de hoje.

O movimento foi mobilizado pela alta da taxa de juros. As últimas projeções do mercado, lançadas pelo Boletim Focus, estimaram a taxa selic nacional em 14% – valor que não ocorria desde agosto de 2016. Como consequência, as empresas mais endividadas e impactadas foram as dos setores de tecnologia e varejo.

Alta da taxa de juros impactou varejo e tecnologia

A maior queda da bolsa hoje foi a empresa TOTVS (TOTS3). Com investimento pesado em crescimento e um resultado que não animou o mercado, a companhia possui grandes dívidas atreladas ao índice. Portanto, hoje o ativo caiu 10,97% depois do after market.

Seguiu na esteira a gigante do varejo Magazine Luiza (MGLU3), um setor que também é altamente dependente da taxa selic. A alta da inflação e da taxa de juros arrefece o consumo, e o investimento em e-commerce da plataforma tende a diminuir o retorno. A empresa teve queda de 10,51%. Além dela, Americanas (AMER3) e MercadoLivre (MELI34) também apresentaram quedas (7,02% e 4,83%).

Empresas com resultados positivos

Já as companhias que vêm demonstrando resultados positivos no 1T22 – uma pequena minoria – tiveram altas. Foram apenas quatro: Gerdau (GOAU3, GGBR3), Suzanno (SUZB3) e Klabin (KLBN11). Mesmo essas altas foram modestas: Gerdau teve altas de 2,08% na holding (GGBR3) e de 3,36% na metalúrgica (GOAU3), Suzanno teve alta de 2,59% e Klabin (KLBN11) de 0,81%.

Continue lendo