Conecte-se conosco

Ações

Aviação e petróleo caem em dia de queda da bolsa

Aviação e petróleo em queda impulsionam baixa do Ibovespa – confira abaixo os resultados!

Publicado

em

Alta do ibovespa

Queda de aviação e petróleo foi impulsionada por Azul (AZUL4) e Gol (GOLL4), seguidas de PetroRio (PRIO3) e 3R Petroleum (RRRP3) em dia de queda da bolsa

Dia foi negativo para a bolsa brasileira durante dia de incertezas. Queda de aviação e petróleo impactou diretamente o desenvolvimento da bolsa durante o dia. Dólar internacional e preocupação com a taxa de juros americana colocam os mercados globais de sobreaviso.

A bolsa teve queda de 1,15% hoje, impulsionada pela queda de Petrobrás (PETR3) e B3 (B3SA3), que tiveram respectivamente quedas de 0,99% e 3,76%. Com grande participação no Ibovespa, ambas as empresas pressionaram bolsa para baixo. Das maiores empresas que compõem o índice, todas tiveram quedas.

Setor de aviação impactado de múltiplos lados

Enquanto o setor de petróleo apresentou recuo devido ao interesse internacional, um comunicado da Petrobrás impactou nos resultados das companhias de aviação. Embora a alta do dólar – que hoje subiu até os R$ 5,06, uma alta de 2,6% – impacte sempre o resultado das companhias de aviação, a alta do querosene acentuou a queda. O combustível, principal para as viagens, subiu 6,7%.

Por outro lado, o aumento do dólar remonta a um encarecimento das dívidas das companhias aéreas. Ambas as empresas apresentaram queda em decorrência desse movimento duplo. Azul (AZUL4) foi a maior queda da bolsa, com 7,19% de queda, enquanto Gol (GOLL4) teve baixa de 5,98%.

Volta de Abílio Diniz a PCAR aumenta ações

Do outro lado da bolsa, a maior alta esteve entre as ações de JHS (JHSF3), Pão de Açúcar (PCAR3) e BRKM (BRKM5). Enquanto JHS e BRKM tiveram bons resultados operacionais, outro fator influenciou a Pão de Açúcar. Foi a notícia da volta de Abílio Diniz à gestão da PCAR que motivou o mercado. As ações tiveram as seguintes altas:

  • JHSF3, com alta de 5,03%, negociada a R$ 6,89
  • PCAR3, com alta de 4,87%, negociada a R$ 21,32
  • BRKM5, com alta de 2,98%, negociada a R$ 2,98
Continue lendo