Conecte-se conosco

Ações

Grupo Cogna (COGN3) divulga resultados do 4T21 e mercado vê alta de 16%

Publicado

em

Cogna apresenta resultados e tem alta nas ações

Hoje o Grupo Cogna (COGN3) divulgou resultados do 4T21, diminuindo o prejuízo ajustado em 87% e surpreendendo analistas do mercado. O ativo teve alta de 16% até a tarde desta sexta-feira, começando o dia a R$ 2,44 e chegando a R$ 2,70. Especialistas ainda olham com receio para a empresa e os prejuízos no setor de ensino superior presencial.

O Grupo, que conta com as marcas Vasta, Platus, Kroton e Saber, esteve em queda desde antes da pandemia, quando mantinha uma média de R$ 11,00. Conforme as escolas se fecharam e novos surtos de Covid-19 aconteceram, o papel perdeu cerca de 32% de seu valor. No entanto, em meados de 2020, a Cogna anunciou seu plano de reestruturação envolvendo maior participação do ensino híbrido em sua receita.

Com o anúncio dos resultados do 4T21, o grupo reduziu seu prejuízo em 87%, chegando a R$ 75 milhões, enquanto em 2020 o prejuízo foi de R$ 489 milhões.

Resultados da Cogna impulsionam alta do setor

Os resultados influenciaram ações de outras empresas do setor.

  • Yduqs (YDUQ3), que chegou a ter alta de 7,38%, alcançando os R$ 20,65 às 14:47.
  • Anima Educação (ANIM3) teve alta de 4,59%, a R$ 7,30.
  • Ser Educacional (SEER3) subiu 1,12%, a R$ 11,75 .
  • Cruzeiro do Sul (CSED3) chegou a 5,20%, sendo negociada a R$ 5,02.

A volta às aulas presenciais já foi anunciada por algumas universidades, que acreditam ser possível o retorno. Têm-se procurado respeitar o uso de máscaras e restrições sanitárias. Com a suspensão da obrigação por estados como São Paulo, o clima se torna cada vez mais favorável ao retorno presencial.

Reestruturação da Cogna já havia sido anunciada

Rodrigo Galindo, CEO da Cogna possuía um plano de reestruturação voltado para o híbrido com ações ocorrendo já em 2020. O movimento também encontra respaldo em análises do Credit Suisse, que afirmou ser “preocupando que os quadros de professores não tenham diminuído, uma vez que a evasão de alunos do ensino superior aumentou”.

Continue lendo