Conecte-se conosco

Criptoativos

Biden mira regulação de criptomoedas – estudos começam essa semana

Publicado

em

Biden visa Regulação de Criptomoedas

(Conteúdo Reuters)

Fontes afirmam que o presidente americano Joe Biden lançará projeto de estudo para regulação de criptomoedas na quarta-feira desta semana (09/03). O projeto dará um prazo de 180 dias para a redação de projetos de regulação visando mitigar ataques de ransomware. Criptoativos também têm sido usados em ambos os fronts da Guerra na Ucrânia, diminuindo o efeito das sanções econômicas à Rússia.

A medida também compreende estudar de que modo o Banco Central poderá atuar com seu próprio criptoativo, garantindo gestão inteligente do fluxo monetário. A força-tarefa de Crimes Financeiros e o Departamento de Justiça foram acionados para gerarem estudos para viabilizar a regulação e mensurar o impacto que criptomoedas trazem para a economia americana.

A decisão de Biden para regulação de criptomoedas é amparada pela alta cúpula do governo. Fala segue na esteira de comentários de Jerome Powell, diretor do Banco Central americano, que na última terça-feira (03) já afirmava a necessidade de regulamentação dos ativos em decorrência de seu uso na guerra.

A secretária do tesouro, Janet Yellen, disse no ano passado que há uma “explosão de riscos” relativo ao uso de criptoativos no mercado virtual, mas que também não há tecnologia financeira disponível para combatê-los.

Biden considera criptomoedas na guerra

O uso de criptomoedas por ambos os lados na Guerra na Ucrânia chamou a atenção de especialistas para seu impacto em cenários extremos. Segundo a consultoria Elliptic, o governo ucraniano consegui a arrecadação de U$ 54,7 milhões em doações em criptoativos em troca de NFT’s oficiais do país. Embora a distribuição dos NFT’s ainda não tenha sido feita, a iniciativa aumenta a popularização dos ativos.

Do lado russo do conflito, oligarcas tem transferido seus valores para criptomoedas antes da saída dos bancos russos do Swift, sistema bancário internacional. A facilidade de compra desses ativos e de posse – na forma de um pen drive – torna ele mais interessante durante o conflito. A falta de controle e soberania sobre a moeda também chama a atenção em meio às sanções econômicas que o país vem sofrendo.

Ativos digitais amanhecem hoje (08/03) em alta.

Continue lendo