Conecte-se conosco

Notícias

Warren Buffet: Carta anual demonstra serenidade para investidores

Avatar photo

Publicado

em

Investidor - Warren Buffet

Informe demonstrou serenidade de Buffet e decepção frente a falta de oportunidades.

Uma vez por ano o investidor bilionário Warren Buffet conduz a reunião da sua empresa Berkshire Hathaway e nessa reunião ele divulga sua Carta Anual: a mais esperada por investidores que seguem seus princípios de investimento.

Em conjunto com o seu vice-presidente, Charles Munger, Buffet cita lições importantes, que aprendeu durante os seus 91 anos de vida, e relaciona temas relevantes do momento atual com o mercado financeiro.

Adicionalmente, Warren Buffet é conhecido não só pela sua fortuna, que supera os 115 bilhões de dólares, mas também pela sua maneira de investir, escolhendo boas empresas e mantendo uma visão de longo prazo para o seus investimentos. A carta anual de Warren Buffet é aguardada por investidores e influencia no movimento de setores do mercado.

Carta anual de 2022

No ano de 2022, como já era previsto por seus investidores e seguidores, a carta ressaltou pontos dignos da forma em que a Berkshire Hathaway conduz seus investimentos e deixou conclusões que podem seguir como fortes parâmetros para investidores que tem a mesma forma de investir.

Em suma, em sua longa conversa com investidores, trouxemos 3 pontos (dos diversos discutidos) que englobam desde a filosofia de sua empresa até sua visão sobre as oportunidades de investimento no momento. Dentre elas:

Falta de boas oportunidades para alocar recursos

De acordo com o investidor, o mercado oferece poucas empresas que possuem vantagens competitivas de longo prazo e que ao mesmo tempo tenham presidentes e executivos de primeira linha (premissas essenciais para seus investimentos). Com isso, a empresa se encontra em fase de “excesso de caixa”, aguardando melhores oportunidades.

Empresa não escolhe ações, mas sim negócios

Ancorando a sua filosofia de investimento, o grande investidor não busca investimentos como day trade, swing trade e outras estratégias de curto prazo, e sim negócios sustentáveis para um longo prazo.

Por tanto, a situação em que o mercado se encontra como um todo é menos relevante do que o potencial de geração de retorno de um negócio específico, “a um preço que ele esteja disposto a pagar”.

Investimentos da Berkshire em ESG volta a tona

Cada vez mais, empresas estão incorporando em sua cultura a sigla ESG, que vem do inglês, Environmental, Social, and Governance. Em uma tradução livre, a sigla se refere às melhores práticas ambientais, sociais e de governança que empresas deveriam seguir.

Neste contexto, depois de ter sido solicitado por acionistas em 2021 para relatar detalhadamente sobre investimentos com a cultura ESG, Buffet citou seu bom retorno na BNSF Railway (empresa americana de transporte ferroviário) e como ajudou o meio ambiente, diminuindo emissões de carbono.

O retorno anual médio de Warren Buffet desde 1965 é de 20% e as ações da Berkshire Hathaway podem ser compradas via BDRs através do ticker BERK34.

Para conferir todas as cartas da Berkshire Hathaway acesse o link abaixo:

https://www.berkshirehathaway.com/letters/letters.html

Continue lendo