Conecte-se conosco

Ações

Com destaque negativo para setor de turismo Ibovespa fecha estável

Filipe Andrade

Publicado

em

Petróleo e minério de ferro derrubam Ibovespa

Nesta quinta-feira 03/03, o Ibovespa, principal índice de ações da bolsa de valores brasileira, fechou em leve queda de 0,01%. Nesse sentido, após passar boa parte do dia no positivo, a bolsa fechou estável com destaque negativo para as ações do setor de turismo.

Além disso, os destaques positivos de quinta-feira ficaram por conta de Cielo (CIEL3), IRB Brasil (IRBR3) e CSN (CSNA3). Ainda mais, o destaque negativo ficou por conta de Azul (AZUL4) que fechou em queda de 4,71%.

Os índices americanos Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq fecharam em baixa de 0,28%, 0,52% e 1,56%, respectivamente. Contudo, o a guerra entre Rússia e Ucrânia ainda impacta os mercados norte-americanos.

O dólar fechou em R$5,02, baixa de 1,55% frente ao real, com constante aumento, em 2022, do capital estrangeiro na bolsa de valores brasileira.

Saiba como declarar suas ações no Imposto de Renda 2022

1. Mercados globais

Hoje os mercados europeus amanhecem negativos com o EURO STOXX em forte queda de 3,38% às 09:00. Do mesmo, o ataque russo a uma usina nuclear ucraniana preocupa investidores.

Nos EUA, os mercados futuros operam negativos, com o DJIA em queda de 0,84% e o índice NASDAQ cai 0,79%.

Na China, a bolsa de Shangai fechou em baixa de 0,96%, com investidores acompanhando o desenrolar das negociações de cessar fogo na Ucrânia.

2. Sobre o COVID

Mais de 393,4 milhões de vacinas foram aplicadas até o dia 03/03 no Brasil, com número médio de mortes em queda e os números de novos casos em tendência de baixa. Adicionalmente, 72,35% da população brasileira recebeu a segunda dose ou vacina de dose única.

3. Notícias importantes de hoje

O presidente Bolsonaro disse ontem que a Petrobras (PETR4) poderá fazer esforços para que os preços dos combustíveis no Brasil não subam. Segundo o presidente, o lucro da petroleira poderia ser diminuído em um momento de crise. Com a guerra da Ucrânia, petróleo já está 24% defasado em preços.

Continue lendo