Conecte-se conosco

Mercado

Após 35 semanas mercado não prevê alta da inflação

Filipe Andrade

Publicado

em

Inflação no Brasil sobe mas fica abaixo do esperado

O Banco Central divulgou nesta segunda-feira (13/12), o relatório Focus com expectativa do mercado para alta da inflação em 2021 de 10,05%, redução de 0,13% em relação a semana passada. Além disso, é a primeira vez que o mercado não aumenta a previsão da inflação depois de 35 semanas seguidas.

A meta da inflação para 2021 é de 3,75% com limite máximo de 5,25%, conforme estipulado pelo CMN (Conselho Monetário Nacional).

Já a Selic, taxa básica de juros, teve seu último aumento do ano para 9,25%, conforme expectativa do mercado.

A projeção do PIB, que é a soma de todos os bens e serviços finais produzidos no país, ficou em 4,65%, queda de 0,06% em relação a semana passada. Do mesmo modo, a expectativa do dólar ficou em R$5,59, alta de R$ 0,03 em comparação à semana anterior.

Continue lendo