Mercado Hoje

Ibovespa fecha em baixa mesmo após avanço de dados do setor de serviços

Nesta quinta-feira, 14/10, o Ibovespa, principal índice de ações da bolsa de valores brasileira, fechou em queda de 0,24%. O índice fechou em queda mesmo após divulgação do volume do setor de serviços do mês de agosto, que avançou 0,5% ante a julho.

Além disso, os destaques positivos de quinta-feira ficaram por conta de Banco Inter (BIDI4), PetroRio (PRIO3) e Banco PAN (BPAN4). As ações da Meliuz (CASH3) foram o destaque negativo do dia ao fechar em queda de 4,97%.

Os índices americanos Dow Jones, S&P500 e Nasdaq fecharam em alta de 1,56%, 1,71% e 1,73 respectivamente, com o Índice de Preços ao Produtor (PPI) vindo abaixo do esperado, com alta de 0,5% em setembro ante a agosto.

O dólar fechou em R$5,51, alta de 0,13% frente ao real, mesmo após leilão de swap cambial do Banco Central brasileiro.

Mercados globais:

Hoje os mercados europeus amanhecem positivos com o EURO STOXX em alta de 0,44% às 09:00. Do mesmo modo, foram divulgados os dados da inflação na França referente a setembro que veio 0,2% negativo.

Nos EUA, os mercados futuros operam positivos, com o DJIA em alta de 0,49% e o índice NASDAQ subindo 0,36%.

Na China, a bolsa de Shangai fechou em leve baixa de 0,4%, com pronunciamento do banco central chinês que informou que a crise na Evergrande é controlável e improvável de se espalhar.

Sobre o COVID:

Mais de 255,8 milhões de vacinas foram aplicadas até o dia 14/10 no Brasil, com número médio de mortes abaixo de 500 pelo décimo dia consecutivo e os números de novos casos em tendência de queda. Adicionalmente, 47,47% da população brasileira recebeu a segunda dose ou vacina de dose única.

Notícias importantes de hoje:

Em fato relevante divulgado ao mercado a construtora PDG (PDGR3) informou que saiu do seu processo de recuperação judicial. O processo permitiu que a empresa se reestruturasse de um passivo de mais de R$ 5,3 bilhões perante mais de 22.000 credores.

O presidente Bolsonaro e o vice presidente Hamilton Mourão divulgaram a intenção de privatizar a Petrobras (PETR4), em meio à dificuldade do governo em conter a alta dos combustíveis. O processo de venda da petroleira também conta com o apoio do presidente da Câmara dos deputados Arthur Lira.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.