Mercado Hoje

Ibovespa fecha em queda e termina a semana em 1,65% positivo

Nesta sexta-feira, 24/09, o Ibovespa, principal índice de ações da bolsa de valores brasileira, fechou em queda de 0,69%. Na semana o índice em alta de 1,65% com melhora do caso Evergrande.

Além disso, os destaques positivos de sexta-feira ficaram por conta de Minerva Foods (BEEF3), PetroRio (PRIO3), e JBS (JBSS3). O destaque negativo ficou por conta de Meliuz (CASH3) que fechou em baixa de 7,09% e segue em seu forte rali.

Os índices americanos Dow Jones, S&P500 fecharam em alta de 0,10% e 0,15% respectivamente, já o Nasdaq fechou em leve queda de 0,03%. Ainda mais, o presidente do banco central americano realizou o primeiro pronunciamento após manter a taxa de juros inalterada e não dar mais informações sobre política econômica.

O dólar fechou em R$5,34, alta de 0,64% frente ao real, com a moeda fechando a semana em alta de 1,17%.

Mercados globais:

Hoje os mercados europeus amanhecem positivos com o EURO STOXX em alta de 0,19% às 09:00. Do mesmo modo, os mercados aguardam resultados das eleições na Alemanha.

Nos EUA, os mercados futuros operam mistos, com o DJIA em leve alta de 0,07% e o índice NASDAQ em baixa de 0,69%.

Na China, a bolsa de Shangai fechou em baixa de 0,84%, com investidores no aguardo de mais informações sobre o caso Evergrande.

Sobre o COVID:

Mais de 231,8 milhões de vacinas foram aplicadas até o dia 26/09 no Brasil, com números médios de mortes e os números de novos casos em alta, com problemas no sistema E-SUS Notifica. Adicionalmente, 40,64% da população brasileira recebeu a segunda dose ou vacina de dose única.

Notícias importantes de hoje:

A Petrobras (PETR4) divulgou fato relevante que finalizou a venda da sua participação de 40% na empresa GásLocal para a White Martins, por 60,6 milhões de reais.

A Grendene (GRND3) proprietária das marcas Grendha, Ipanema, Rider e Melissa, informou que construirá uma nova fábrica em Crato, Ceará, com investimentos de R$ 30 milhões.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.