Mercado Hoje

Mesmo após fechar em queda na sexta-feira, Ibovespa termina semana no positivo

Nesta sexta-feira, 16/07, o principal índice de ações brasileiro (Ibovespa), fechou em queda de 1,18%, e terminou a semana no positivo de 0,33% em semana de muita volatilidade.

Os destaques positivos de sexta-feira ficaram por conta de B2W Digital (BTOW3), Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (SBSP3), e Marfrig (MRFG3) com as ações da B2W Digital fechando em forte alta de 4,15%, no último dia de negociação do ticker BTOW3. Nesta segunda-feira o novo ticker será AMER3 e a B2W passará a se chamar Americanas S.A.

Os índices americanos S&P500 e Nasdaq, Dow Jones fecharam em queda de 0,75% 0,80% e 0,86%, respectivamente, ainda com influência da inflação nos EUA.

O dólar fechou quase estável em R$5,11, com leve alta de 0,01% frente ao real e terminou a semana em baixa de 2,6%.

Mercados globais:

Hoje os mercados europeus amanhecem em queda com o EURO STOXX em baixa de 2,59% às 09:00, com investidores preocupados com a alta dos casos do coronavírus na Europa por causa da nova variante delta.

Nos EUA, os mercados futuros operam negativos, com o DJIA em baixa de 1,34% e o índice NASDAQ no negativo de 0,88%, com mercados em forte aversão ao risco.

Na China, a bolsa de Shangai fechou estável com leve queda de 0,01%, aguardando decisões da política monetária chinesa.

Sobre o COVID:

Mais de 122,7 milhões de vacinas foram aplicadas até o dia 18/07 no Brasil, com números médios de mortes e contaminações em forte queda pelo 22° dia seguido. Adicionalmente, 15,98% da população brasileira recebeu a segunda dose ou vacina de dose única.

Notícias importantes de hoje:

O banco Itaú (ITUB4), anunciou que venceu a licitação do governo de Minas Gerais para pagamento de fornecedores e da folha salarial dos servidores estaduais mineiros, o valor do negócio foi fechado em R$2,4 bilhões, válidos por 5 anos.

Foi divulgado que a OPEP e aliados chegaram a um acordo para aumento da produção de petróleo, iniciando em agosto o crescimento gradual da produção em 400 mil barris diários até o final de 2022. Esse aumento na produção visa amenizar a alta nos preços do petróleo.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Mercado